Baumer

Vendas: +55 11 3670-0000 / Fábrica: +55 19 3805-7655

Siga-nos:

   

Idioma:

   

Notícias

Mídia > Notícias > Detalhe da notícia

Voltar
07/04/2020

Reprocessamento Máscaras N95 no Esterilizador Baumer

Reprocessamento de Máscaras N95 nos Esterilizadores Baumer a Peróxido de Hidrogênio

Nota técnica

Instruções de uso para reprocessamento de máscaras N95 nos Esterilizadores Baumer a Peróxido de Hidrogênio PHB durante a emergência de saúde pública COVID-19.

Aplicação

Os Esterilizadores a Peróxido de Hidrogênio PHB modelo B0201-105(P) e PHB B0201-205(P) são indicados para processamento de materiais sensíveis ao calor e à umidade, utilizando vapor de peróxido de hidrogênio e plasma. Permite o pronto retorno para uso de dispositivos médicos metálicos e não metálicos, com ou sem lúmen, inclusive os manufaturados em materiais sensíveis ao calor e à umidade, óticas, vidrarias e outros, sem deixar resíduos e sem agredir os materiais processados.

Em sintonia com as orientações referentes ao uso prolongado da máscara N95 contido na nota técnica GVIMS/GGTES/ANVISA Nº 04/2020(1) (em sua atualização de 31/03/2020) esse documento fornece informações sobre como utilizar os esterilizadores PHB para a descontaminação das máscaras N95. As informações são baseadas no documento Technical Report for H2O2-Based N95 Reuse Risk Management (2).

Advertências

Todos os avisos e precauções identificados na Instrução de Uso do esterilizador PHB devem ser observados além dos indicados abaixo:

  • Não reprocessar máscaras N95 que contenham materiais à base de celulose, pois esses materiais são incompatíveis com a esterilização por peróxido de hidrogênio;
  • Não processar máscaras N95 que estejam visivelmente danificadas, úmidas ou sujas.

Coleta e Prepração de máscaras N95
As máscaras N95 devem ser coletadas e identificadas de acordo com a política do estabelecimento de saúde, conforme definido na nota técnica GVIMS/GGTES/ANVISA Nº 04/2020. O protocolo deve ser definido pela CCIH em conjunto com as equipes das unidades assistenciais. As máscaras devem ser reprocessadas no máximo duas (2) vezes. A política do estabelecimento de saúde deve incluir métodos para documentar os ciclos de reprocessamento.

Embalagem

Antes de inserir as máscaras no esterilizador PHB, elas devem ser identificadas para garantir o uso pessoal, conforme definido na nota técnica GVIMS/GGTES/ANVISA Nº 04/2020 (atualização de 31/03/2020). As máscaras N95 devem ser embaladas individualmente em Tyvek® de tamanho apropriado ou embalagem equivalente.

Sempre utilize indicadores químicos e biológicos junto das cargas. O equipamento foi validado com indicadores biológicos aprovados pela Baumer S/A, portanto o uso de outras marcas de indicadores deve ser validado pelo cliente, conforme suas condições de processo.

Ciclos e cargas

Após embaladas, as máscaras devem ser carregadas no esterilizador a peróxido de hidrogênio PHB. A operação de carga bem como as informações referentes aos limites de peso e posicionamento devem estar de acordo com a instrução de uso do esterilizador. As máscaras embaladas em Tyvek® devem ser inseridas no cesto de forma que fiquem inclinadas, garantindo que não se sobreponham. Se necessário, use uma fita apropriada para garantir que as embalagens não se movimentem durante o processo.

Para obter informações de como executar o ciclo, consulte a Instrução de Uso do esterilizador PHB. Utilize o ciclo rápido com a carga adequada conforme indicado abaixo: 

ESTERILIZADOR             CICLO              QUANTIDADE MASCÁRAS           DISPOSIÇÃO POR CESTOS

B0201-105                         Rápido                                20                                                          10
B0201-105(P)                    Rápido                                20                                                          10
B0201-205                         Rápido                                32                                                          08
B0201-205(P)                    Rápido                                32                                                          08 

Instruções pós-processamento

Todas as máscaras devem ser inspecionadas ao final do ciclo para verificar possíveis danos físicos. Se danificada fisicamente, a máscara deve ser descartada. Se um indicador biológico ou químico for utilizado, verifique o resultado antes de liberar as máscaras. Antes de retornar para o uso, as máscaras devem ser arejadas por um tempo não inferior a 1h.

Referências

1. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Nota técnica nº 04/2020 - GGTES/ANVISA - Orientações para serviços de saúde: medidas de prevenção e controle que devem ser adotadas durante a assistência aos casos suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus (sars-cov-2). Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271858/Nota+T%C3%A9cnica+n+04-2020+GVIMS-GGTES-ANVISA-ATUALIZADA/ab598660-3de4-4f14-8e6f-b9341c196b28, com atualização de 30/03/2020.
 

2. N95DECON. Technical Report for H2O2-Based N95 Reuse Risk Management Version 1.2, 4/2/2020. Disponível em: https://www.n95decon.org/s/200402_N95DECON_HPV_technicalreport_v12_final.pdf, acessado em 06 de abril de 2020. 

Fonte: Baumer S.A.
Voltar Voltar ao topo

Siga-nos:

Todos os direitos reservados
Nos reservamos no direito de alterar informações sem aviso prévio